passy_muir_2passy_muir_3passy_muir_4passy_muir_5
passy_muir_2
passy_muir_3
passy_muir_4
passy_muir_5

Válvulas Passy-Muir

A Válvula Passy-Muir redirecciona o fluxo de ar através da boca e nariz permitindo uma comunicação por voz!

Categoria:

Criadas por David Muir, as válvulas de fala e deglutição Passy-Muir destinam-se a pacientes traqueostomizados, dependentes ou não do ventilador. As Válvulas Passy-Muir foram projetadas para eliminar a necessidade de oclusão da cânula de traqueostomia com o dedo do paciente, permitindo que este fale de forma forte e ininterrupta. A Válvula Passy-Muir redirecciona o fluxo de ar através da boca e nariz permitindo uma comunicação por voz!


Benefícios com as Válvulas Passy-Muir:

  1. Posição de fechamento “sem fugas”;
  2. Melhora a produção da fala;
  3. Melhora a deglutição e pode reduzir a aspiração;
  4. Facilita o manejo das secreções;
  5. Facilita o desmame;
  6. Acelera a decanulação.
  7. Melhora o olfato;
  8. Promove uma melhor higiene;
  9. Pode ser utilizada com um paciente em ventilação.

Contra-indicações com as Válvulas Passy-Muir:

  1. Pacientes inconscientes e/ou comatosos;
  2. Cânula de traqueostomia com Cuff insuflado;
  3. Cânula de traqueostomia com Cuff de espuma;
  4. Obstrução severa das vias aéreas que possam impedir a adequada exalação;
  5. Laringectomia;
  6. Secreções espessas e excessivas;
  7. Redução severa da elasticidade do pulmão que pode causar aprisionamento de ar;
  8. Aspiração severa;
  9. Paralisia bilateral das pregas vocais (em posição de adução);
  10. Este dispositivo não deve ser utilizado com cânula de intubação endotraqueal.

Vídeos

Informações Adicionais

Percauções com as Válvulas Passy-Muir:

  1. Cada válvula deve ser usada apenas por um paciente e sob supervisão médica;
  2. A válvula deve ser retirada antes de realizar a administração de medicamentos via nebulizador (alguns medicamentos podem afetar o diafragma da válvula);
  3. O cuff da cânula de traqueostomia deve estar completamente desinsuflado antes de colocar a válvula;
  4. A válvula não pode ser utilizada em pacientes com obstruções severas, doenças pulmonares em estágio terminal, secreção pulmonar de difícil manejo, laringectomizados ou pacientes a dormir;
  5. A utilização da válvula (com ou sem ventilador) implica o seguimento de um protocolo com várias etapas que devem ser respeitadas pela equipa de cuidadores;
  6. A durabilidade das válvulas é, em média, de dois meses.
passy_muir_merc